top of page

A vida através da morte




Que linda é a chance da vida em ambas as dimensões. Tudo é vida. O que chamamos de morte, é a vida com um corpo mais sutil. O que chamamos de vida, é a vida com um corpo mais denso. Ambas localidades solicitam necessidades um pouco diferentes, que podemos ajustar para viver bem.


Enquanto ignoramos a vida espiritual celebramos apenas a vida na matéria, que é um espetáculo, um presente divino, mas em contrapartida, nos distanciamos de parte de nós mesmos, negando a nossa verdadeira essência. Estamos utilizando um personagem neste corpo para vivermos as experiências na matéria, porém sempre lembrando, que somos um espírito. Enquanto ainda não sentimos ser um espírito, acabamos por tornar a vida espiritual um mistério, um escuro, um desconhecido, um vazio existencial. Quando resistimos em incluir a vida espiritual como parte importante da nossa existência a deixamos na sombra.


Enquanto não nos conscientizamos de que somos um espírito, muitos de nós somos tomados pelo vazio, que é a falta de percepção deste tudo que está disponível, além da vida material. Assim que percebemos que tudo que existe é para auxiliar no desenvolvimento de todos, o vazio é preenchido, e jamais existirá em nossas vidas, quando observamos o nosso pertencimento ao todo.


Enquanto não validamos a vida do espírito, podemos gerar inúmeros medos, como o de morrer, a solidão, o que há do outro lado, para onde merecemos ir, quem seremos lá e de perdermos as pessoas, entre outros. Estes medos podem desencadear possíveis sintomas, como a ansiedade, a insegurança, a depressão, a angústia, a tristeza, além de outros sofrimentos da alma.


Desta forma, quando passamos pelo luto, pela doença, pela separação, por um acidente, pelos diversos desafios que a vida nos oferece, tudo isso pode ser um gatilho, que nos convida a um olhar mais amplo para o espiritual. Assim passaremos a lidar com nossas emoções de outra forma, e evitaremos muitos sofrimentos, aprendendo a valorizar as dores e as experiências como um despertar da alma.


Ao sentirmos que somos seres além da matéria, podemos usufruir de tudo que está disponível para nós o tempo todo.

Então, quando nos conscientizamos desta realidade, despertamos para o sentido dos ciclos da vida, onde ambas experiências na dimensão material e espiritual, são uma oportunidade infinita de VIDA.


O espiritismo nos esclarece e educa, convidando a ampliar nossa consciência sobre o que representa a vida do espírito e O Evangelho Segundo o Espiritismo nos oferece a rota de conduta deixada pelo Cristo.

Rosana De Rosa, formada em psicologia, reside na Florida/USA, cofundadora do Projeto Acolher Perdas e Luto, uma organização sem fins lucrativos, que visa acolher as pessoas online, que estão vivenciando a partida do seu ente querido. Para ser acolhido ou voluntário, inscreva-se no site www.projetoacolherperdaseluto.com.br e visite nossas redes sociais @projetoacolherperdaseluto

23 visualizações0 comentário

コメント


bottom of page