Direito ao choro




Desabafar também inclui chorar sempre que necessário. Quando falamos em desabafo através do choro, para muitas pessoas, isso remete a algo íntimo. Por conta disso, elas ficam receosas quando as lágrimas começam a rolar em meio ao desabafo, porque veem o choro como uma demonstração de fraqueza ou desequilíbrio emocional, quando acontece diante de alguém. Isso gera ainda mais sofrimento, porque além da angústia presa em si, surge o sentimento de culpa por considerar-se fraca e chorar.


Muitos não choram para evitar críticas de familiares e amigos que se encontram cansados por não saber mais o que dizer para consolá-los. No caso do luto pela morte de alguém querido, por exemplo, devido a morte ser considerada um tabu e não ser algo que a nossa sociedade navega com naturalidade, as pessoas têm muita dificuldade em acolher quem está passando pelo luto. Muitas vezes, sem saber o que fazer, quem poderia ouvir e acolher a dor do outro, sugere que a pessoa, simplesmente, pare de chorar. A quem está vivenciando o luto, cabe compreender a limitação do outro, focar no amor e afeto que ele sente por você e buscar outras fontes de apoio.


O Projeto Acolher Perdas e Luto realiza este acolhimento, pois a maior parte dos seus colaboradores voluntários passaram pelo mesmo desafio do luto que você está passando, e conhecem o caminho que você está trilhando. O processo de acolhimento incentiva você a entrar em contato com seus sentimentos e dar nome a eles, para que você possa identificar o que sente, se auto conhecer, se auto cuidar e descobrir junto com o grupo os recursos que vão te auxiliar a conectar-se com a sua força, sua fé interna, e transformar a dor que sente em aprendizado.


O primeiro passo é: não tenha medo de assumir que está com raiva, com culpa, com medo, com tristeza e outros sentimentos. No processo do luto, a dor que exige muita energia de nós. Na maior parte das vezes, para lidarmos com a dor da partida do ente querido, vamos ter que rever valores, enxergar a vida por outra ótica, aprender a desatrelar a dor de um castigo e utilizar a dor para amadurecer e crescer.


Todas essas fases do luto são trabalhadas no Programa Ato de Amor, que é um programa de 12 semanas aplicado nos Grupos de Acolhimento no Telegram, e conta com a interação de voluntários que apoiam o Projeto. No grupo, discutimos os temas, escutamos o que se passa no seu coração com muito respeito e carinho. Para fazer parte basta acessar nosso site: www.projetoacolherperdaseluto.com.br . Na primeira página, clique em "Quero ser Acolhido", preencha o formulário, e você será inserido no próximo grupo. Se você ainda não tem o aplicativo Telegram no seu celular, basta baixar e instalar gratuitamente. Te encontramos lá!





68 visualizações

© 2019 by  Projeto Acolher